Empresária comenta sobre a aceleração da inovação nas empresas

A tecnologia tem sido uma grande aliada das corporações durante a pandemia


Segundo dados de uma pesquisa realizada pela plataforma de comunicação americana, Twilio, no último ano, cerca de 2.500 executivos foram entrevistados a respeito dos impactos da covid-19 na inovação de seus negócios. 43% responderam que a aceleração observada foi de um a quatro anos, outros 27%, afirmaram ter conseguido avançar entre cinco e nove anos. Para 23% dos ouvintes, os ganhos em inovação foram superiores a 10 anos.

A inovação apresenta um papel fundamental no desenvolvimento da humanidade, se apresentando por intermédio de vários setores da sociedade. Em outra pesquisa, realizada por Sílvio Meira, no início da pandemia, em março, 12% dos americanos faziam compras online. Atualmente o número subiu para 42%. Os dados sobre pessoas que trabalham de casa também saltou de 5% para 23%.

Para a executiva da Kodex, Thaís Bandeira, a inovação se apresenta como a única certeza neste período. “O cenário é de extrema incerteza no futuro e de uma única certeza no presente: a de que é necessário reinventarmos nossos modelos de negócio e, mais do que nunca, observarmos as tecnologias disponíveis que podem somar no processo de inovação”, defende.

Uma nova tecnologia que vem sendo usada pelas empresas dos mais variados setores. A blockchain, um registro de dados descentralizados que são compartilhados com segurança surgiu em 2008 para validação da rede Bitcoin e, em 2015, a plataforma Ethereum possibilitou outras funcionalidades ao sistema, como por exemplo, a validação de dados, autenticação de documentos, contratos, prova de autenticidade, entre outros serviços, tudo de forma 100% segura. As assinaturas feitas através dessa tecnologia substituem as de cartórios e tabelionados, obtendo-se a mesma legitimidade, podendo ser realizadas por meio do computador ou aplicativo no celular.

“A nossa empresa, já utiliza o sistema e o resultado obtido até o momento demonstra agilidade no serviço com clientes e fornecedores. Tanto empresa, como pessoa física podem ter acesso ao sistema através de um simples cadastro. Após a realização deste registro de pessoa jurídica, a empresa pode incluir o cadastro de fornecedores, parceiros, clientes e colaboradores para que todos possam fazer uso do sistema, auxiliando na agilização do processo”, conta Thaís sobre a nova tecnologia implantada na empresa.

Com novas tecnologias ou antigas, uma coisa se mostra certa: as inovações das empresas na pandemia, se apresentam como um caminho sem volta dentro das corporações, visto a necessidade de se investir cada vez mais nesses processos, para se manterem competitivas no mercado.

“A COVID-19 está provocando novos comportamentos e hábitos de consumo na sociedade, o que nos impossibilita de prever o futuro, mas nos dá a oportunidade de criá-lo. Nós somos responsáveis por criar soluções que curem as dores de nossos clientes neste “novo normal” que se constrói”, completa.


0 visualização0 comentário