Empresário do setor de transportes aponta sustentabilidade como foco na gestão das transportadoras

Setor investe em tecnologias e em mudanças internas a fim de preservar o meio ambiente


Empresário Eduardo Ghelere


Você que está inserido no setor de transportes está preparado para debater Sustentabilidade? Esse tem sido tema de diversas discussões, palestras e congressos nos últimos anos, pois percebe-se cada vez mais os impactos negativos que as ações humanas podem causar na natureza. De acordo com o relatório publicado pelo Observatório do Clima no ano de 2018, a frota de caminhões foi responsável por emitir a maior parte dos poluentes climáticos no Brasil em 2016.


E, diante deste cenário, o tema sustentabilidade é uma das prioridades para o Diretor Executivo da Ghelere Transportes, Eduardo Ghelere. De acordo com o empresário, muitas transportadoras estão repensando estratégias sustentáveis seja por pressão comercial de seus clientes, seja por observar os concorrentes tomando iniciativas sustentáveis. A Ghelere Transportes está há 40 anos no mercado e possui mais de 200 veículos em sua frota.


“Pelo fato de o transporte rodoviário estar ligado a diversas atividades, existe uma pressão vinda das grandes multinacionais, que passa para as empresas regionais, principalmente na área comercial, para que haja uma adesão a práticas mais sustentáveis na sua cadeia”, afirmou Eduardo.


Ao longo desses 40 anos, a transportadora precisou se manter atualizada e atenta às demandas externas, por isso diversas ações sustentáveis têm sido implementadas na empresa. “É preciso estar constantemente buscando a sustentabilidade em nossos negócios e serviços. Deste modo, optamos pelo uso de diesel aditivado desde 2018, o que melhorou nossa eficiência energética”, aponta Ghelere.


“Outro fator importante é que em 2019 optamos por colocar defletor em todos os veículos Euro 5, aqueles que utilizam Arla, do ano 2012 para frente, de modo que os mais antigos estão sendo substituídos gradativamente”, complementa Eduardo. Além destas iniciativas, a transportadora também utilizou mais uma vez a tecnologia a seu favor, observando os dados de telemetria para encontrar o ponto ideal e reduzir a velocidade da frota. Os pneus também foram substituídos por modelos ecoeficientes, e a parte administrativa e de recursos humanos trabalhou incansavelmente na conscientização dos motoristas.


A tendência é que as empresas continuem com este olhar atento em relação aos impactos ambientais optando cada vez mais por processos sustentáveis em seus serviços e operações.


(Divulgação: 29/05/2021 | Fonte: On Truck)

0 visualização0 comentário