• Equipe de Conteúdo GMI

Empresário faz paralelo entre a atual situação do transporte de cargas e o cenário pós-pandemia


Foto: Thinkstock


Quedas nas demandas, paralisações e retomada: o segmento já pode respirar aliviado?

Segundo dados da Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC&Logística), durante a 11ª semana (de 25 a 31 de maio), o transporte de cargas caiu 39,69% em relação ao volume no período anterior à pandemia. Esse índice atingiu um máximo de 45,2% na 5ª semana de monitoramento, entre 13 e 19 de abril. 

O empresário Lucas Scapini, diretor comercial do Grupo Scapini, avalia esse período como algo passivo de desenvolvimento e aprendizado. “Neste momento, muitas incertezas foram expostas, porém com muito crescimento pessoal e profissional. As empresas cresceram solidariamente, e o espírito de ajuda envolveu a todos. Apesar da distância, os profissionais buscaram um engajamento cada vez maior em suas empresas, com metas sendo batidas apesar de toda a dificuldade pandêmica’’, aponta.

Em momentos de crise, a presença de uma liderança estruturada torna-se essencial. É o momento em que eles aparecem para organizar, acalmar, estimular a equipe, combater o pânico e elevar a atenção, posição fundamental para conseguir uma movimentação favorável frente à imprevisibilidade do cenário.

Para Scapini, é possível manter a atitude de liderança em momentos como esses, sem muitas alterações na gestão. “Com certeza, aprimoramos muito nossa gestão nesse período, pois fortalecemos ainda mais nossos profissionais com treinamentos não somente de prevenção do vírus, mas de competências técnicas e de habilidades também’’, menciona.

Entretanto, o setor começou a dar sinais de recuperação no Brasil. Outra pesquisa, realizada pela NTC&Logística entre os dias 15 e 21 de junho, apontou uma retração significativa de 35,9% no volume de carga transportada, sinalizando uma forte tendência à diminuição dos dados nas próximas semanas e abrindo questionamentos sobre o novo normal e o modo como isso afetará as instituições.

Scapini analisa de maneira crítica este novo cenário. “Temos grandes desafios pela frente, com recessão e aumento de desemprego. Precisamos estar preparados e engajados com nossas empresas para que as tomadas de decisões sejam assertivas’', explica.

E como será esse novo normal? Decisivo. “Sim, teremos mudanças. As empresas vão pensar mais para as tomadas de decisões. Creio que aumentará o número de profissionais em home office nas corporações’', completa Lucas.



(Divulgado 07/07/2020)

CONTATO

Francisco Luiz de Souza Jr., 398

São Paulo, SP - 05037-001

​​

Tel: (11) 3641-7860 I 2361-0957 I 2661-0956

WhatsApp: (11) 94820-4812 I 98260-9162

contato@mostradeideias.com.br

comunicacao@mostradeideias.com.br

conteudo@mostradeideias.com.br

imprensa@mostradeideias.com.br

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Google+ Icon

© 2023 por RBS. Criado orgulhosamente pela Equipe de TI do GMI.