Entidade paulista realiza Conferência de Tarifas

Em sua oitava edição, o evento abordou os efeitos do coronavírus no transporte de cargas

Na quarta-feira (16), o Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região (SETCESP), realizou a 8ª Conferência de Tarifas. O evento tradicional mira o transporte rodoviário de cargas e discute sobre a variação do frete em relação aos seus custos, com uma mesa de especialistas e membros do setor. O presidente do Conselho Superior e de Administração da entidade, falou um pouco sobre o objetivo do evento. “Nossa intenção aqui é repercutir o que foi discutido no CONET (Conferência Nacional dos Estudos em Transporte, Tarifas e Mercado), para que os empresários da nossa base possam se posicionar da melhor forma no mercado, avaliando inclusive, os efeitos desta pandemia”. Assumindo caráter online pela primeira vez, os convidados e associados absorveram remotamente todo o conteúdo apresentado, com mediação de Helou e apresentação da presidente executiva da entidade, Ana Carolina Jarrouge, que ainda comentou “Nem a pandemia impediu de realizarmos essa Conferência, então estamos aqui no modo online”. Os dados foram apresentados e repercutidos pelo engenheiro Lauro Valdívia, coordenador do DECOPE/NTC&Logística – Departamento de Custos Operacionais da Associação Nacional de Transporte de Cargas e Logística, que conduziu uma pesquisa ao longo de 20 semanas com mais de 70 mil empresas sob monitoramento. Segundo dados da pesquisa, entre os meses de março a julho, a demanda de carga caiu em média 38,5%, e o pico foi registrado na última quinzena de abril chegando a um patamar de 45%, contudo em julho já representou uma recuperação se aproximando da marca de 22%. A conferência também tratou de temas de âmbito jurídico como a desoneração da folha e reforma tributária, com a participação de Adauto Bentivegna Filho, assessor jurídico do SETCESP, que apresentou como a medida beneficiou a manutenção dos empregos durante a pandemia, e como ela se configura na atual proposta de Reforma Tributária do Governo, o PL - Projeto de Lei 3887/20. Finalizando o evento, o presidente do Conselho Superior e de Administração ressaltou a importância das discussões e do repasse correto do preço do frete. “Cobrar é uma questão de justiça. Somente com o lucro conseguimos manter a qualidade em nossos serviços, investir em tecnologia e em capital humano”. (Divulgado 17/09/2020)

1 visualização0 comentário