top of page

Retomada do Programa de Renovação de Frota pode beneficiar todo o setor de transportes

Atualizado: 26 de jun.

Além de estabelecer melhores condições de trabalho aos motoristas profissionais, o Programa de Renovação de Frota pode modernizar tecnologia embarcada


A renovação da frota de caminhões é um tema que interessa a todos os setores envolvidos no Transporte Rodoviário de Cargas (TRC). Além de possibilitar mais segurança aos motoristas profissionais, novos veículos oferecem mais tecnologia e reduzem a emissão de poluentes ao meio ambiente. Segundo o presidente do Setcepar (Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas no Estado do Paraná), Silvio Kasnodzei, todo o setor espera que este programa realmente funcione.


De acordo com o relatório da frota circulante divulgado pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), o processo de envelhecimento da frota total de veículos no país continua alto. Em 2023, 12,8% dos caminhões, cerca de 279,7 mil unidades, possuíam mais de 20 anos e 18% dos veículos, 392,7 mil possuíam entre 16 e 20 anos. “O projeto de renovação é necessário e urgente. Precisamos de veículos mais seguros, mais econômicos e menos poluentes. Além disso, precisamos de um TRC moderno, atualizado e que ajude na redução dos custos”, explica Kasnodzei.


Retomada


Em fevereiro deste ano, vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, disse a dirigentes da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) que o governo federal pretendia lançar um programa permanente de renovação de frota de caminhões e ônibus. Desde então, o setor tem mantido conversas com interlocutores do Governo Federal para que o programa tivesse avanço.


Além de estabelecer melhores condições de trabalho aos motoristas profissionais, o Programa de Renovação de Frota pode modernizar equipamentos internos aos caminhões, reduzir a emissão de poluentes, dar maior eficiência aos custos operacionais e aumentar a rentabilidade das empresas envolvidas neste processo. “O país todo ganha com um programa sério e bem estruturado, pois a indústria automobilística tem um impacto forte na economia”, finaliza Kasnodzei


Ao longo de uma série de mandatos presidenciais, a renovação da frota de caminhões é pauta para uma resolução. Em julho de 2023, Alckmin inaugurou um evento no qual marcava a primeira grande venda de veículos comerciais (ônibus e caminhões) no âmbito do Programa de Renovação de Frota do Governo Federal. Na ocasião, o projeto disponibilizou R$700 milhões em recursos para caminhões e R$300 milhões para ônibus em forma de crédito tributário para as montadoras, com descontos que variavam de R$33 mil a R$99mil por veículo. Apesar do valor expressivo de R$1 bilhão, de acordo com o MDIC foram solicitados apenas R$320 milhões pelas fabricantes. 


Justificativas e soluções


Entre as justificativas para o pouco uso dos recursos estão as regras do programa, já que para conseguir o desconto era necessário retirar de circulação um modelo com mais de duas décadas de serviço. Outro obstáculo eram as diretrizes que tiveram de ser ajustadas posteriormente para permitir a aplicação de dois descontos em um único modelo novo, entre outras condições. O mercado levou algum tempo para assimilar essas regras e impulsionar o programa. 


Como o programa era uma Medida Provisória que, por lei, tinha validade por 120 dias, ele foi descontinuado sem a utilização dos recursos. “A  renovação de frota não sairá do papel se persistirmos no que já fizemos. Precisamos oferecer condições financeiras para que o empreendedor autônomo compre um caminhão seminovo da grande empresa responsável por atualizar sua frota e, por sua vez, que esta grande empresa também receba algum benefício, assim iremos movimentar a cadeia toda”, afirma Kasnodzei.


__________


Sobre o Setcepar:


Fundado em 1943, o Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas no Estado do Paraná (Setcepar), entidade que representa as empresas de transportes de carga no estado do Paraná, nasceu visando representar os empresários do setor de transporte rodoviário de cargas da região em variadas atividades, como em negociações coletivas de trabalho e em aproximação com autoridades e com autarquias municipais, estaduais e federais, bem como com a imprensa. 


Com 80 anos de história, a entidade hoje representa empresas em 265 cidades do estado, oferecendo aos associados diversos serviços e eventos para fomentar melhorias no transporte rodoviário de cargas local e nacional.

__________


Informações para imprensa 


Grupo Mostra de Ideias 

Bruno Benite - Assessor de imprensa 

Contato: (11) 94820-4812 | (11) 2361-0957 

Rodrigo Bernardino - Assessor de comunicação e imprensa 

Contato: (11) 98260 9162 | rodrigo.bernardino@mostradeideias.com.br

Carlos Souza - Assessor de imprensaEmail: comunicacao@mostradeideias.com.brContato: (11) 91349-5143


0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page