• Equipe de Conteúdo GMI

Coronavírus: na contramão da crise, Flash Courier aposta em tecnologia única no mundo



CEO Guilherme Juliani acredita que o investimento no essencial para o seu negócio será fundamental para sair da crise

O mundo inteiro tem sentido os impactos da crise econômica gerada pelo novo coronavírus. É iminente que as empresas tenham que realinhar e reajustar diversos processos e enxugar gastos o máximo possível. Mas para Guilherme Juliani, CEO da transportadora Flash Courier, o momento pede que os empreendedores concentrem-se no que é essencial para o funcionamento de seu negócio.

“É evidente que a crise da Covid-19 não estava prevista e que impactou negativamente a economia de todo o setor. Mas para nós, tecnologia e processos que otimizem os resultados e reduzam os custos são essenciais. Sem esse norte, não teríamos o porte e a capacidade de negócio que temos hoje, nem teríamos sobrevivido às outras crises que já assolaram o Brasil e o mundo”, afirma Guilherme.

Em 2019, Juliani visitou a cidade de Chicago, nos Estados Unidos, em busca de uma esteira com 800 ou mais saídas e velocidade superior a 15.000 objetos por hora, mas não encontrou. Em novembro, foi até a China visitar novas empresas em busca de projetos que completem e inovem nos funcionamentos de sua empresa. No país oriental descobriu uma maneira de robôs e esteira cross belt (sistema versátil, capaz de manusear com precisão e velocidade volumes variados) trabalharem em conjunto para produzir um modelo combinado inédito no mundo.

“Antes da pandemia, realizamos um investimento de mais de R$ 16 milhões em uma profunda estratégia de expansão, inovação e automação logística da empresa. Esse projeto contemplou a aquisição de 220 AGVs (veículos guiados automatizados), além de três esteiras, sendo uma delas cross belt, que combinada com os AGVs terão mais de 800 saídas, capacidade oito vezes maior que o equipamento em uso atualmente. Uma vez ativada, nossa operação será uma das mais automatizadas e robustas da América Latina, representando uma disrupção significativa para o setor como um todo. Para se ter uma ideia da capacidade das novas tecnologias, atualmente, em apenas um determinado galpão onde trabalham 35 pessoas, a capacidade de roteirização é de em média seis mil pacotes por hora. Com os robôs e a esteira, esse número quase triplica, chegando a 17 mil pacotes por hora”, aponta o CEO.

A crise da Covid-19 tem sido constantemente classificada como o maior colapso pós-Segunda Guerra Mundial. O setor empresarial já está sentindo seus efeitos de forma profunda. Porém, segundo Guilherme, esse momento vai passar, e as empresas que tomarem atitudes positivas agora estarão preparadas para uma retomada.

“Aquelas empresas com raízes sólidas vão sobreviver. Entenda raízes como as escolhas que fez não somente antes dessa crise, mas também durante a tempestade. Saber como agir nesse momento é determinante. Nós da Flash Courier acreditamos que a tecnologia é vital para o nosso negócio e, dentro de uma nova realidade, trabalhamos para seguir investindo naquilo que vai nos ajudar não só a nos manter, mas a prosperar e a seguir em ritmo acelerado na retomada que, acredite, virá”, finaliza Juliani.

Confira o vídeo do projeto clicando aqui.


Sobre Guilherme Juliani

CEO da Flash Courier, empresa fundada em 1993, Guilherme Juliani é graduado em Administração de Empresas pela PUC do Rio de Janeiro e pós-graduado em Gestão de Transportes pela Fundação Dom Cabral, além disso é formado pela Harvard Business School em Negócios e Comércio e pela Oxford University em Negociação.


(Divulgado dia 20/04/2020)

CONTATO

Francisco Luiz de Souza Jr., 398

São Paulo, SP - 05037-001

​​

Tel: (11) 3641-7860 I 2361-0957 I 2661-0956

WhatsApp: (11) 94820-4812 I 98260-9162

contato@mostradeideias.com.br

comunicacao@mostradeideias.com.br

conteudo@mostradeideias.com.br

imprensa@mostradeideias.com.br

  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Google+ Icon

© 2023 por RBS. Criado orgulhosamente pela Equipe de TI do GMI.